8 de março

Drops 

Além dessas questões, é preciso lembrar que as mulheres fizeram conquistas sim. Não acredito que antes a vida das mulheres fosse mais fácil do que é hoje. Mas não se pode buscar uma solução indo ao passado. Talvez esse passado nos sirva como ponto de partida para entender o que aconteceu com as mulheres, mas não deveria ser um paraíso almejado e colocado em discurso e em prática por muitas mulheres e homens. Isso é simplesmente um anacronismo! Um dos discursos mais correntes é o de que as mulheres não têm crise alguma, afinal, superaram as “amarras” do passado e agora estão livres (mas, praticamente apenas para consumir). O problema disso é que para consumir elas têm de se escravizar, casar com o trabalho e usar uma máscara de felicidade e “zero drag”, um ar de satisfação sexual, riqueza blasé, estar em forma, ou seja, as amarras continuam, mas são de outro tipo.
Por outro lado, há a ala do ressentimento no universo feminino. Mulheres que de alguma maneira se sentem frustradas com o excesso de trabalho, com a ausência masculina para resolver problemas difíceis, com a traição de outras mulheres, a quem atribuem os piores adjetivos e também a culpa pelas dificuldades que vivem. A raiz disso parece ser uma imagem negativa que elas têm de si mesmas já que são também mulheres fortes, independentes e que resolveram quase tudo sozinhas. Culpam outras mulheres como se essas também não tivessem as mesmas angústias. Equivocam-se na leitura de um passado do qual não conhecem os pormenores, ou então idealizam a importância social das mulheres naqueles tempos, como se reconhecimento social fosse algo automático. Parece que as mães e avós não contaram direito suas histórias às filhas… Alba Lucis


Mulher – os tempos são outros
É claro que as transformações que se operaram, tendo a mulher como protagonista, mudaram radicalmente a vida das mulheres e ainda continua a mudar. É claro também que nem tudo são rosas nestes novos tempos. Boa parte daquilo que a mulher colhe hoje como problemas e situações difíceis que ela vivencia em seus espaços doméstico e de trabalho resulta também como um ônus a ser pago pelas imensas vitórias que alcançou nestas últimas décadas. Luciano Alvarenga
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s