A noite entristecedora da Acirp

O debate articulado na “Casa do Empresário”, nos termos da presidente da Acirp Adriana Neves, foi um retumbante fracasso. O que se viu nessa noite do dia 02 de outubro de 2012 foi um momento triste na história da Acirp.
O debate flagrantemente armado para favorecer o prefeito Valdomiro foi solenemente abandonado pelos outros candidatos, um gesto histórico no mesmo momento em que nos coloca a pensar sobre a grandeza? das associações civis e de classe de Rio Preto.
O que vimos ao longo dessa eleição foi uma infindável quantidade de debates armados por Associações como OAB, Rotary, Acirp e outras e que apenas serviram para tornar claro o profundo desprezo do prefeito pela democracia e pelo debate público. Mas não apenas isso evidenciou também como estas mesmas associações perderam força e influência.
Como explicar a ausência do prefeito no debate da OAB ao mesmo tempo em que nem mesmo os advogados da cidade lá estiveram? Como explicar que ausência do prefeito nesse debate não redundou nem mesmo uma nota de repudio da OAB nos jornais pela ausência do prefeito candidato?
O ponto mais baixo dessa nova realidade de esvaziamento das associações de Classe na cidade é o debate da Acirp, que mencionei acima; uma clara armação dessa entidade com o prefeito e que os outros candidatos não endossaram. Como uma entidade de classe dessa importância que tem o seu último presidente, Maurício Bellodi, como candidato a prefeito da cidade pode ter se diminuído ao ponto de aceitar um conluio que visava ridicularizar os candidatos a prefeito da cidade? Como o candidato, de origem empresarial da entidade Acirp, pode ter sido menosprezado a esse ponto?
 Como explicar que Acirp prefira uma posição subalterna em relação ao prefeito a apoiar um candidato oriundo de suas fileiras? Como explicar que Acirp tenha se privado de demonstrar sua força preferindo a posição secundária ao lado do Valdomiro?
Como explicar que além de se abster de demonstrar força ao lado de um candidato arregimentado em suas fileiras, a Acirp ainda tenha se permitido fazer o jogo chão do prefeito numa armação que visava empobrecer o único debate que o prefeito aceitou ir?
Rio Preto precisa se pensar, seus lideres precisam se redescobrir. E as entidades da cidade precisam estudar sua própria história. Luciano Alvarenga
Anúncios

2 respostas em “A noite entristecedora da Acirp

  1. LucianoMuito consciente seu questionamento e atualmente ele deve ser multiplicado, pois o que estamos vivendo em Rio Preto, me parece a maior postura de passividade que já vi diante da absurdidade e obscuridão que estamoss mergulhaos.Multipliquemos suas palavras !AbraçoJorge Vermelho

  2. Luciano, vê-se quão pouco tempo teremos para a multiplicação de seu texto, como diz o Jorge Vermelho. O mais entristecedor nesta história é que um dos candidatos foi seu presidente e guiou-lhe o destino. O mais ainda está no fato de que cada qual teria entre os seus, apenas 10 convites e par ali compareceram centenas de apoiadores do Valdomiro. Não me venha dizer que para ali acorreram por determinação própria eis que o local não é público e sim com presenças garantidas. A contarmos a história, eis que a população moscovita abandona a cidade ao inteiro dispor de seu invasor, Adolfo que se enfureceu por não ter em suas mãos o armistício decorrente do rendimento. Fique com os seus senhor candidato e faça bom proveito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s